Reabertura do Embalse el Yeso, em Cajón del Maipo

Verdade, verdadeira! A atração queridinha dos turistas que vêm ao Chile, Embalse el Yeso, foi reaberta.

Esse local, que rende lindas fotos, é uma represa administrada pela empresa privada Águas Andinas. Fica a 2500 metros de altitude, e parte da água que abastece a região metropolitana de Santiago vem dali. 

Em junho de 2019, após um triste acidente que resultou no falecimento de duas crianças brasileiras, o tão cobiçado ponto turístico de Cajón del Maipo, Embalse el Yeso, teve seu acesso fechado por questões de segurança. É uma área extremamente vulnerável a deslizamentos de pedras.

Placa de sinalização após reabertura do Embalse el Yeso
“Zona de desmoronamento. Alto risco para veículos e pedestres”

Novas regras após reabertura do Embalse el Yeso

Em 7 de janeiro de 2020, o governo chileno divulgou a revogação dessa decisão, voltando a permitir o trânsito de veículos no local, mas não de pedestres. Ou seja, a visitação está permitida, porém, há algumas restrições.

Agora há um mirante específico para paradas, que foi construído logo no início da represa.

Foto tirada a partir do novo mirante do Embalse el Yeso, após reabertura
Foto tirada a partir do novo mirante do Embalse

Os veículos que circularem adiante dessa estrutura não podem parar nem estacionar, nem deixar passageiros. Todos devem permanecer no veículo. Isso vale para um trecho de cerca de 10 km (via com restrição do km 21 a 30).

Em um trecho de 10 km há restrição de circulação, no Embalse el Yeso
Em um trecho de 10 km há restrições

Após o km 30, passando a represa, a via está liberada para estacionar veículos e para circulação de pedestres.

Lembro que a circulação é possível enquanto não tiver neve por ali, pois com neve, de uma forma ou de outra, o acesso de veículos já era proibido. Anteriormente, no inverno, as pessoas caminhavam nesse trecho.

Leia também o post sobre Cajón del Maipo no inverno.

Caminhada em Cajón del Maipo no inverno
Caminhada na margem da represa (foto de antes do acidente)

Agora o local é seguro?

Além do mirante e das restrições de circulação, foram instaladas placas de alerta sobre os riscos do local. Porém, confesso que esperava ver, também, alguma tela para contenção de pedras nos lugares de maior vulnerabilidade ou alguma melhoria na estreita via que circunda o Embalse, e que se espreme entre as rochas e o barranco.

Via que circunda o Embalse el Yeso
Via que circunda o Embalse el Yeso

A notícia da reabertura do Embalse el Yeso certamente vai deixar milhares de turistas felizes da vida, pois é inquestionável a beleza do local. Mas, será que as medidas de segurança propostas são suficientes?

A quem pretende visitar a represa, recomendo não ir por conta própria, mas sim com agência que conheça e respeite todas as restrições anunciadas.


Não viaje sem Seguro!

Pelo site comparador Seguros Promo, é fácil encontrar a cobertura mais adequada para sua viagem, pelo melhor preço. Aproveite os descontos do blog! Usando os links abaixo, você recebe vantagens e apoia o trabalho de produção de conteúdo do Chileando, sem gastar nada a mais com isso.

Seguro Viagem: América do Sul
Affinity 15 Affinity 15 Assistência médica USD 15.000 Bagagem extraviada USD 1.000 (SUPLEMENTAR) R$ 14/dia*
AC 35 MUNDO (Exceto EUA) + TELEMEDICINA AC 35 MUNDO (Exceto EUA) + TELEMEDICINA Assistência médica USD 35.000 Bagagem extraviada USD 1.200 (COMPLEMENTAR) R$ 15/dia*
Intermac 15 Turístico Internacional Intermac 15 Turístico Internacional Assistência médica USD 15.000 Bagagem extraviada USD 350 (SUPLEMENTAR) R$ 17/dia*

Deixe sua dúvida ou comentário!