Evite golpes e furtos em Santiago

Começo esse post explicando que Santiago, no geral, é tranquila. Mas, é uma cidade grande, e como tal, tem problemas de cidade grande.

Os furtos e golpes “criativos” são comuns nos arredores de locais turísticos e Metrô. Os delinquentes são bastante habilidosos e capazes de tirar um objeto do seu bolso sem que perceba. Porém, dificilmente você ouvirá falar de assalto à mão armada.

O importante é conhecer um pouco sobre como e onde acontece esse tipo de situação, para poder evitar! Você vai ver que atitudes simples te tiram da roubada, literalmente!

Evite furtos e golpes em Santiago
Atitudes simples podem evitar o problema

Furtos

Na maioria das vezes, o criminoso não atua sozinho. Enquanto um te engana com alguma história bonita, o outro faz o furto. Ou, um te empurra “sem querer” e enquanto pede desculpas, o outro está tirando as coisas do seu bolso.

“Estava com minha avó e irmã no Metrô e levaram meu celular sem que eu percebesse. No momento em que eu estava entrando no Metrô houve um empurrão e eu tentando ajudar minha avó para que não caísse, descuidei da pochete. Eles são muito espertos e levam as coisas sem a gente perceber.” Itana

Como evitar: redobre a atenção aos pertences nos locais movimentados, quando lhe abordarem com alguma conversa simpática ou quando houver alguma discussão e empurra- empurra por perto.

O senhor simpático

Sim! Idosos fazem furtos, assim como famílias com crianças e pessoas muito bem vestidas. Desconfie de qualquer perfil, principalmente dos mais simpáticos e solícitos.

“Roubaram minha carteira dentro de uma loja do shopping Costanera. Abriram minha bolsa e pegaram. Aconteceu quando cedi lugar na fila para um casal de idosos. Eles foram queridos agradecendo e ali me furtaram. O segurança da loja disse que sempre abordam assim: idosos, famílias com crianças… Vi o furto pela gravação das câmeras de segurança.” Débora

Como evitar: não deixe as pessoas te abraçarem, segurarem no braço ou fazerem qualquer gesto de proximidade, mesmo que pareça apenas simpatia.

A bolsa e o bolso descuidados

Como em qualquer local de movimento, por aqui também não se pode descuidar da bolsa, que deve permanecer com o zíper fechado e na frente do corpo (eu ando com a mão no zíper, inclusive). Não coloque qualquer objeto nos bolsos de trás e não deixe nada nos bolsos de casacos quando for pendurar no encosto de sua cadeira.

“Estava no shopping Costanera e uma senhora me parou para falar sobre a minha mochila. Para eu tomar cuidado, e que tinham acabado de levar a carteira dela da bolsa que estava nas costas.” Monique

“Fomos jantar em família em uma pizzaria famosa aqui em Santiago. Depois de uns minutos, o segurança do restaurante veio avisar que achava que tínhamos sido furtados. Checamos os bolsos dos casacos e já tinha ido embora a chave do carro. Felizmente era o único objeto que estava nos bolsos. Só não levaram o carro, pois não estava estacionado na rua.” Leticia (aconteceu comigo)

Como evitar: não use os bolsos de trás e mantenha o zíper da bolsa fechado, segurando-a na frente do corpo. Tire tudo de dentro do bolso de casacos ao pendurá-los.

O distraído

Nesse furto uma pessoa passa correndo e joga ketchup na sua roupa ou bolsa. Chegam os prestativos com guardanapos para ajudar. Pegam sua bolsa para limpar e saem correndo com ela.

Como evitar: não aceite ajuda

O pneu furado

O foco desse furto são carros de locadora, que os meliantes conseguem identificar pelo adesivo da empresa ao algo do tipo. Rasgam o pneu em semáforos de pontos estratégicos, próximos a um posto de gasolina. Ao parar, outros golpistas estão aguardando para oferecer ajuda. Enquanto um distrai quem está fora do carro, o outro leva o que está dentro. Esse golpe ocorre muito frequentemente na região de Viña del Mar e Valparaíso.

Como evitar: não aceite ajuda e mantenha sempre alguém dentro do veículo com os pertences em vista.

Leia também o post Vale a pena alugar carro no Chile?

O clássico

De maneira nenhuma se pode deixar objetos à vista dentro do automóvel. É muito comum quebrarem o vidro e levarem o que está dentro. Isso vale para carros na rua, mas também para os estacionados em shoppings ou mercados.

Recebo muitos relatos de seguidores em trânsito, que estavam com bagagem no carro, deram uma paradinha para foto e foram furtados. Isso também ocorre com muita frequência em Viña del Mar e Valparaíso. Em questão de minutos o furto pode ocorrer.

Como evitar: nunca deixe objetos dentro do veículo, mesmo os sem valor, pois podem acabar chamando a atenção de bandidos.

Golpes

Por aqui os golpes relacionados a táxis são bastante frequentes. Aeroporto e áreas de shoppings são os focos mais comuns.

Troca de notas

Há duas situações.

Uma em que o taxista simpático se oferece para trocar uma nota de 20 mil por duas de 10 mil alegando que a de 20 mil é difícil de trocar (e não é! Mas quem está chegando não sabe). Ele pega uma nota de 20 mil perfeita, que você acabou de pegar no câmbio do aeroporto, e te dá duas notas falsas de 10 mil.

Como evitar: recusar a gentileza.

A outra situação é você entregar uma nota de 10 mil pesos (vale 60 reais), por exemplo, ele deixar cair e logo alegar que você entregou uma nota de 1 (hum) mil pesos (vale 6 reais).

Como evitar: mostrar a nota e dizer em voz alta qual valor você está entregando, assim ele saberá que você conhece o dinheiro.

Taxímetro adulterado

Infelizmente, há muitos casos de taxímetros que marcam o valor incorreto.

Como evitar: prefira usar outro meio de transporte ou taxis de aplicativos. No Chile, o Uber e o Cabify funcionam bem na cidade de Santiago. No entanto, como o serviço ainda não está regulamentado, eles não fazem corridas no aeroporto e nos pontos turísticos onde há fiscalização mais rígida (justamente são os locais onde mais ocorrem golpes de taxis). A melhor opção no aeroporto é contratar transfer.

Se precisar de indicação de serviço de transfer privado entre o aeroporto e a cidade, indico o Enzo. Eles esperam com plaquinha indicando seu nome, usam bons carros, compatíveis com o número de pessoas viajando juntas e, além disso, ainda entregam chip de internet com crédito para cada um. Se precisar de cadeirinha de bebê basta avisá-los na hora da reserva. Contato por WhatsApp no link: http://whts.co/transfer

Valor por pessoa ou por corrida?

No desembarque internacional tem diversas pessoas oferecendo ajuda quando percebem que você está aguardando seu transfer ou está buscando um meio de transporte. Algumas dessas pessoas vão inventar todo o tipo de história para conseguir convencê-lo a ir com eles. Combinam o valor de 20 mil pesos até seu hotel, por exemplo. E ao chegar lá dizem que era 20 mil por pessoa. A maioria acaba pagando por medo, pois se mostram bem agressivos.

Como evitar: diga que não precisa de ajuda e que já está em contato com o transfer reservado previamente. Gracias!

Um zero a mais no cartão de crédito

Se optar por pagar a corrida com cartão, cuidado com os zeros (são muitos na moeda chilena e confundem). Um zero a mais digitado “sem querer”, pode lhe render um bom prejuízo.

Como evitar: conte os zeros quantas vezes for preciso.

1 comentário Adicione o seu

  1. Esther Bonetti disse:

    Informações imprescindíveis!

Deixe sua dúvida ou comentário!